terça-feira, 12 de outubro de 2010

a um segundo da explosão de sentimentos.

Quando você espera ansiosamente o fim de uma coisa, a cada dia que passa se torna mais insuportável conviver com ela. É como se ficasse mais desgastante a cada minuto.
E eu queria ter a coragem de afastar as pessoas falsas de mim, queria ao menos conseguir ficar calada no meio de tanta falsidade. Estou cansada de tentar ajudar aos outros e ser mal interpretada por isso, estou cansada de ser destratada, de ser ignorada, eu quero amizades verdadeiras, que gostem da minha companhia, que não tenham vergonha de falar comigo com medo de parecer uma adolescente imatura, como eu sou.
E o medo de acabar me tornando falsa como tais pessoas , por não conseguir guardar os sentimentos e opiniões pra mim, a tal da impulsividade. Mas a minha necessidade de desabafar talvez seja até maior que de algumas pessoas,  e eu não posso guardar tudo isso pra mim, preciso ouvir conselhos, opiniões diferentes.
Cansei de aceitar tudo numa boa e as pessoas só me verem como uma adolescente rebelde e egoísta, que só quer o seu bem, mas a verdade é que por muito tempo me importei com a felicidade dos outros e esqueci que eu também precisava ser feliz.

Um comentário:

Marcella Leal disse...

Eu me esqueço até hoje que tem momentos que eu também preciso sorrir.
Escreveu muito bem.

Beijos