domingo, 19 de dezembro de 2010

inconstante.


154195_164861650217904_100000822112906_263774_7661874_n_large

Essa inconstância toda me sufoca. São tantos sentimentos, tantos pensamentos e opiniões que mudam em questão de segundos. Isso não é algo que uma adolescente esteja acostumada a viver. Precisamos da certeza dos gestos, precisamos dos pontos finais das historias.
 Precisamos da confiança retribuída, da atenção e do carinho. Não da indiferença, aliás, ninguém gosta da indiferença. Uma característica presente em todo ser humano é como ele aprecia a sensação de que todo sentimento, confiança e atenção são recíprocos.
 Julgo alguns amigos errado, amizade é sinônimo de confiança, não de palavras ditas da boca pra fora. Gostamos das historias reveladas, dos fatos confidenciados. Das experiências compartilhadas. Da confiança transbordada no olhar.
 Algo que jamais deve ser dito se não for de coração, jamais expresse um sentimento que não existe, jamais tente mostrar uma confiança falsa, jamais diga palavras que iludam, as pessoas têm a capacidade de sentir quando a confiança é recíproca, e quando não é, a descoberta é lenta e dolorosa, e triste quando se tem que aceitar e seguir em frente, em busca de algo melhor, onde os sentimentos são retribuídos, ou apenas não são ditos, mas de qualquer forma, são sinceros.

3 comentários:

Lys Fernanda disse...

O texto foi como um espelho a minha frente, refletindo tudo o que eu sinto, penso, acho. Eu adorei querida. Adorei mesmo! Sem palavras pra expressar...

Amanda Brito disse...

obrigada Lys *-*

Gabriel T. dos Santos (Kërä) disse...

Vou precisar ler algumas vezes mais, mas deu pra entender. Concordo.