quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Quando menos se espera.

Era a minha ultima chance, era a ultima vez que eu iria ver ele. Segui ansiosa até o colégio, era dia de baile de formatura para o 9º ano. Estava com meu vestido balonê preto, uma sandália e os cabelos levemente soltos na altura dos ombros.
 Não sabia se tudo que havia planejado nos últimos meses iria dar certo, seria nesse dia mesmo o meu primeiro beijo com o meu primeiro amor? Nunca havia sentido tamanha ansiedade. Eu iria me declarar a ele, não fazia idéia se era correspondida ou não, só queria tentar já que no dia seguinte não teria que vê-lo novamente.
 O colégio estava lotado, todos os alunos estavam lá, os meninos mais bonitos do colégio me olhavam, eles não me interessavam, nunca fui o tipo de garota que se interessava pelos mais populares. Eles eram arrogantes, se sentiam superiores a todos, achavam que podiam conseguir qualquer garota, até que podiam, mas eu não era qualquer uma.
 O único que me interessava era o Lucas, para as outras garotas ele não passava de um garoto comum de beleza pouco atraente no qual podiam ser amigas. Para mim era diferente, ele fazia partes dos meus sonhos, ele não saía um minuto sequer do meu pensamento. Minha felicidade estaria completa no dia em que ele dissesse que sentia o mesmo por mim.
 Planejei todos os momentos dessa festa, não teria como dar errado, eu repassava tudo na minha mente enquanto subia as escadas a caminho da festa. A decoração estava linda, era um perfeito baile de formatura. Logo encontrei as minhas amigas, que ainda não sabiam de nada, e só iriam saber depois do baile. Não me sentiria a vontade.
 A música começou a tocar e as meninas começaram seu show de exibicionismo, não sabia que a festa seria desse jeito, se soubesse não teria corrido o risco. Cansada de tanta vulgaridade, saí, irritada do local, mas com a esperança de que o Lucas estivesse lá fora para eu desabafar tudo que eu estava sentindo de uma vez.
  Sentei-me num banco, em um lugar isolado para que eu pudesse pensar em paz, os minutos passavam e ele não aparecia, estava começando a perder as esperanças, aquele lugar já estava ficando insuportável.
Depois de alguns minutos desisti e decidi ir para casa, triste por todos os meus planos estarem dando errado. Era o meu triste fim, nunca mais iria ver o meu primeiro e único amor.
Caminhei devagar até a porta da escola, as lágrimas já caiam involuntariamente, estava sozinha e triste.  Cansada de ter sempre o final triste, cansada de sonhar, planejar e nada nunca dar certo.  No pátio, já havia um casal, pareciam felizes e apaixonados, pela distancia não reconheci quem era. Cheguei mais perto e vi que era ele, o MEU amor, a MINHA felicidade. 

Ps: amanhã eu posto o resto, mas por favor comentem :D

Um comentário:

Raiane Paula disse...

Hum... Tô super curiosa pra ler o resto!